Visite o Portal da ABA | www.portal.abant.org.br 
Acompanhe a ABA em suas redes sociais:
Informativo nº 07/2021 | 29/04/2021
destaques da ABA
Campanha de desconto - Anuidade 2021 / Parceria ABA + Editora Vozes

A ABA firmou parceria com a Editora Vozes, na qual associados/as em dia com sua/s anuidade/s poderão usufruir de um catálogo de publicações com 60% de desconto e frete grátis nas compras acima de R$ 100,00. Em breve, todos/as os/as associados/as receberão os detalhes desta parceria por e-mail. Lembramos que a Campanha de Anuidade de 2021 encerra-se no dia 30 de abril.

Fique em dia com sua/s anuidade/s: http://www.portal.abant.org.br/2021/02/24/campanha-de-desconto-anuidade-2021/.

ABA no Congresso Nacional

A ABA está iniciando a construção de uma assessoria parlamentar no Congresso Nacional para acompanhamento de pautas sensíveis à defesa de direitos e às pesquisas antropológicas. O trabalho é coordenado pela secretária geral Carla Costa Teixeira e conta com o antropólogo Tiago de Aragão contratado especificamente para essa assessoria – além da colaboração de uma rede de antropólogos com inserção no universo parlamentar.

Tal iniciativa já rendeu frutos trazendo novos contatos e otimizando outros já existentes. Destacamos a participação da ABA em duas audiências públicas na Câmara dos Deputados sobre a pandemia da covid-19 – sendo uma delas fruto dessa assessoria e outra da articulação com a Frente Parlamentar Mista em Defesa dos Direitos dos Povos Indígenas feita pela CAI.

Está em curso também o mapeamento de ações legislativas em tramitação que sejam relevantes de serem observadas, com o objetivo de produção de posicionamentos da ABA em documentos curtos que possam circular entre parlamentares e assessores. Essa estratégia visa gerar possibilidades de ação que sejam propositivas, e não apenas reativas, em um ambiente institucional avaliado como de grande relevância hoje na defesa da ciência, da educação e dos direitos sociais e diferenciados.

Outra frente importante é a relação com o Observatório do Legislativo Brasileiro. Até o momento o OBL tem produzido relatórios sobre a pauta da ciência e educação, mas em breve estará em negociação a ampliação dessa pauta para outros temas considerados centrais pela diretoria da ABA.

Informes do Comitê de Comunicação/ABA

O Comitê de Comunicação da ABA realizou sua primeira reunião ampliada no dia 16 de abril de 2021. Nesta reunião foram trocadas informações gerais sobre a centralidade da Comunicação para a ABA neste momento, e discutidas linhas de atuação orientadoras do trabalho do comitê para 2021-2022. Compartilhamos o dia a dia da produção dos conteúdos da ABA nas redes sociais até o momento, e analisamos nossos limites e possibilidades. A partir dessa reunião, o comitê expandiu o conjunto de colaboradores/as envolvidos/as em suas estratégias de comunicação, e estamos certos/as que os efeitos dessas parcerias crescentes serão visíveis em breve. 

O Instagram da ABA segue com uma programação de postagens diárias, e semanas temáticas. Destacamos aqui a semana dedicada ao Abril Indígena, realizada de 19 a 23 de abril, em colaboração com a CAI / ABA e com o Comitê de Antropólogxs Indígenas. Todas as postagens da ABA são realizadas com a curadoria de Comitês e Comissões da Associação, ou apoio especial de associadas/os, a partir de suas pesquisas especializadas.

Retomamos ainda, neste mês de abril, a postagem de pequenos vídeos, editados no âmbito das ações de Comunicação da ABA. Já podem ser encontrados no perfil da ABA no Instagram e na TV ABA os registros da participação de representantes da Associação Brasileira de Antropologia na audiência pública, realizada pelo Supremo Tribunal Federal nos dias 16 e 19 de abril de 2021, sobre o problema da letalidade policial no Rio de Janeiro, objeto da Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental 635, a ADPF das Favelas. Link para os vídeos da TV ABA: https://www.youtube.com/playlist?list=PLrqSUafHHXYxzpffCCEuYqVU1oTzlNEA7

Comissão de Direitos Humanos da ABA assina o "Manifesto ato PL 6764/2002 - Não ao regime de urgência!"

A Comissão de Direitos Humanos assinou o "Manifesto ato PL 6764/2002 - Não ao regime de urgência!", elaborado e apoiado por 125 organizações da sociedade civil que participaram e apoiaram o ato contra a urgência do Projeto de Lei 6764/2002 no dia 20 de abril de 2021. O Manifesto refere à não aprovação do regime de urgência relativo à votação do Projeto de Lei que propõe a revogação da Lei de Segurança Nacional (Lei 7170/1983) e a aprovação de uma nova legislação sob o título de defesa do Estado Democrático de Direito, em meio à pandemia de Covid-19. As organizações assinantes entendem que, apesar de ser essencial a alteração da Lei de Segurança Nacional, originada na ditadura militar, é necessário que a aprovação de uma nova legislação seja resultado de um amplo e plural debate prévio e consulta com diversos setores sociais. A forma como está sendo conduzida a alteração da lei apresenta o grande risco de uma nova legislação que afete ainda mais as liberdades e direitos fundamentais e resulte na intensificação da criminalização da atuação política.

Confira o Manifesto: http://www.abant.org.br/files/20210426_6086d8494004d.pdf.

Informes da Comissão de Assuntos Indígenas (CAI)/ABA

O mês de abril marca as atividades do GT entre o Comitê  de Migração e Deslocamento e a CAI, o início de outras iniciativas foi a roda de conversa: Fronteiras Militarizadas (https://youtu.be/4Lf5ShU3680).

A CAI também preparou alguns textos nas redes sociais da ABA, não percam!

A CAI participou da semana do Abril Indígena no Instagram da ABA (de 19 a 23 de abril de 2021). Ao assumir a curadoria do conteúdo, a CAI produziu postagens diárias sobre a questão indígena, disponibilizando ao público as seguintes informações: apresentação da Comissão e suas ações; dicas de leitura sobre o tema "Etnocídios, etnogêneses e resistências: contribuições para uma história indígena e do indigenismo"; uma nota em Defesa do Direto das populações indígenas com o título "Ele ainda nos espreita: o risco da presunção de impunidade em relação aos povos indígenas no país", um registro autoral sobre "A Antropologia brasileira e a criação da ABA, elaborado por Ricardo Verdum, Fabio Mura e Elaine Moreira (CAI) e, por fim, encerrando a semana, dicas de produções audiovisuais relacionadas à questão indígena. O conteúdo completo está disponível no Instagram da ABA. Não percam!

Neste mês também se realiza o Acompanhamento Terra Livre da APIB,  online pelo segundo ano, com a grande preocupação de proteger  e  lutar pela vida de todos os povos indígenas. Acompanhe!

Apresentação do evento, disponível no site da APIB: COMEÇA O ABRIL INDÍGENA - Após o pior março das nossas vidas, traremos o abril de maior mobilização das nossas lutas! Vimos mais de 1000 dos nossos caírem para a pandemia da covid-19, e sentimos a dor da perda de nossos velhos. Mas nós, povos indígenas, também temos ao nosso lado a força dos ancestrais. Há dezessete anos realizamos o Acampamento Terra Livre, e este ano de 2021 faremos a nossa segunda edição virtual. Demarcando as telas e lutando por direitos entre os dias 5 e 30 de abril. (https://apiboficial.org/atl2021/).
O conteúdo das atividades já realizadas, assim como os eventos transmitidos ao vivo, estão disponíveis no Canal da APIB no Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCzr1604R7qLb5Y14DKIjpEA.

Fronteiras militarizadas: Criminalização e racialização de imigrantes e populações/povos transfronteiriços

O Comitê Migrações e Deslocamento e a Comissão de Assuntos Indígenas (CAI) realizaram em parceria, no dia 17 de abril último, uma roda de conversa sobre as exacerbadas políticas de militarização, criminalização e racialização das fronteiras no atual contexto pandêmico e seus impactos nas (i) mobilidades tanto de migrantes transnacionais, inclusive indígenas quanto das seculares populações e povos transfronteiriços.

Mediada por Bela Feldman-Bianco (UNICAMP/ Comitê Migrações) e Fabio Mura (UFPb e CAI), essa roda de conversa contou com a participação  dos antropólogos Handerson Joseph e Pablo Quitério, ambos  docentes da UFRGS  e migrantes transnacionais respectivamente do Haiti e da Venezuela; Jobana Moya, ativista boliviana de origem Quechua, co-fundadora do coletivo Warmis – Convergência de Culturas e uma das lideranças da campanha Regularização Já, o defensor público João Chaves (DPU-SP) e Coordenador do GT nacional sobre  Migrações, Refúgio e Apátridia,  e o Procurador Marco Antonio Delfino, do Ministério Público Federal de Dourados, Mato Grosso do Sul. Entre outros assuntos, foram discutidas a crise na fronteira Brasil/Peru, a geopolítica das migrações venezuelanas, a invasão policial num abrigo de Roraima, a urgência da regularização migratória e a situação dos Guarani- Kaiowá.

Essa roda de conversa está disponível no YouTube da ABA. É só clicar https://www.youtube.com/watch?v=4Lf5ShU3680

Secretária Geral da ABA em Audiência pública promovida pela Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados

Em 7 de abril, das 13h às 16h, a ABA participou da audiência pública promovida pela Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados para debater uma agenda comum na área, de modo a subsidiar o trabalho da CDHM em 2021, considerando o momento dramático que o Brasil enfrenta, em que as violações de direitos humanos são agravadas com a pandemia da Covid-19. Participaram dezenas de entidades da sociedade civil, agentes públicos e movimentos sociais com atuação em direitos humanos, além de autoridades como o Procurador da Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão Carlos Alberto Vilhena e a deputada Joênia Wapichana. A ABA foi a única associação científica a participar, sendo representada por sua Secretária Geral Carla Costa Teixeira – que preparou a seguinte contribuição: http://www.abant.org.br/files/20210427_6088045a2ece3.pdf.

Nota sobre a continuidade dos trabalhos da CAPES - A4 (ABA, ANPOCS, ABCP e SBS)

Conteúdo da Nota: “Acompanhamos com atenção os acontecimentos na última semana na CAPES. Estamos preocupados com as condições para a continuidade dos trabalhos das Coordenações de Áreas e dos Programas de Pós-Graduação relativos à avaliação em curso. A CAPES como agência do Estado brasileiro tem um papel fundamental no desenvolvimento da pós-graduação e deve ser respeitada como tal, não podendo ficar à mercê da política imediata. Necessita de autonomia e estabilidade para poder atuar com competência e serenidade. Nessas últimas décadas, garantiu a excelência da pós-graduação brasileira, que se tornou modelo reconhecido internacionalmente. Para tanto sempre contou com a comunidade científica na discussão e implementação de suas políticas. Defender a CAPES é defender a educação brasileira tal como estabelece a nossa constituição”.

A ABA recebeu um grande número de manifestações sobre as mudanças na CAPES - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Nos próximos dias enviaremos uma neswsletter especial sobre este tema, disponibilizando todos os documentos recebidos para consulta e análise por associadas e associados.

http://www.abant.org.br/files/20210419_607da36b23e76.pdf

Nota de solidariedade - Incêndio na Universidade de Cape Town (UCT), África do Sul

Consternados, a diretoria da Associação Brasileira de Antropologia (ABA) e o Comitê Estudos Africanos prestam solidariedade à comunidade da Universidade de Cape Town (UCT), que neste domingo, dia 18/04/2021, teve sua biblioteca principal e inúmeros prédios devorados pelo fogo. Residências estudantis foram evacuadas, deixando desalojados em torno de 4.000 alunos e alunas. O fogo na vizinha Table Mountain precipitou uma tragédia que ainda está sendo apurada. Em solidariedade, e em função da experiência semelhante vivida no Brasil em 2018, com o incêndio do Museu Nacional, a tragédia abre um debate sobre cortes orçamentários e austeridade que afetam as universidades e atingem especialmente as Humanidades.  Nossa solidariedade e empatia se dirigem a todos os habitantes de Cape Town, que vêm vivendo momentos de horror com os incêndios que devastaram a Table Mountain. A tragédia da UCT nos atinge e nos conecta como humanidade.

Brasília, 20 de abril de 2021.

Associação Brasileira de Antropologia (ABA) e seu Comitê Estudos Africanos

Acesse aqui a Nota - Em Português.
Acesse aqui a Nota - Em Inglês.

Contra a demolição arbitrária da escola do Quilombo Invernada dos Negros (SC)

"No dia 01.04.2021, a Comunidade Quilombola da Invernada dos Negros, situada no município de Campos Novos (SC), foi surpreendida pela demolição da Escola de Educação Básica José Faria Neto efetuada por pessoas não identificadas. Essa escola, construída com recursos públicos e integrante da rede estadual de ensino de Santa Catarina, atende aproximadamente 100 alunos do primeiro ao terceiro ano do ensino médio e estudantes do Centro de Educação de Jovens e Adultos (CEJA). Além disso, abriga a programação da Educação Escolar Quilombola. (…)

Diante da destruição de uma instituição educacional e do seu importante trabalho comunitário o Comitê Quilombos da ABA solicita às autoridades competentes uma investigação dos fatos com o seu pleno esclarecimento, com vistas a propiciar a proteção necessária à comunidade de novos ataques que venha por ventura a sofrer"

Confira o conteúdo da nota na íntegra: http://www.abant.org.br/files/20210415_607878eddd2ac.pdf

Comissão de Direitos Humanos da ABA solicita Agenda Nacional pelo Desencarceramento pela realização de uma audiência temática à Comissão Interamericana de Direitos Humanos

A Comissão de Direitos Humanos assinou, junto com outras organizações da sociedade civil e movimentos sociais, a solicitação da Agenda Nacional pelo Desencarceramento pela realização de uma audiência temática à Comissão Interamericana de Direitos Humanos para apresentar e denunciar as graves e sistemáticas violações de direitos nos presídios no Brasil durante este primeiro ano pandemia, com destaque para questões relativas à alimentação, acesso a água, ausência de comunicação com meio externo, saúde e óbitos nas prisões. Este pedido foi embasado em uma metodologia de coleta de informações a partir das próprias pessoas mais impactadas pelas violações sistemáticas no sistema prisional brasileiro: familiares de presos e egressos do sistema prisional.

#CiênciaEmDefesaDaVida - Evento Desmonte dos Direitos Humanos

Dia 16 de abril a Associação Brasileira de Antropologia (ABA), a Associação Brasileira de Ciência Política (ABCP), a Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ciências Sociais (ANPOCS) e a Sociedade Brasileira de Sociologia (SBS) realizaram o evento "Desmonte dos Direitos Humanos", como parte da iniciativa #CiênciaEmDefesaDaVida.

Acesse o a gravação pelo canal da ANPOCS no YouTube: http://bit.ly/desmontedireitoshumanos

ABA em Audiências públicas
Comissão de Assuntos Indígenas (CAI)

A ABA participou no dia 16 de abril, representada por Ricardo Verdum (CAI/ABA), de audiência pública organizada pela Comissão Especial de Defesa dos Direitos dos Povos Indígenas (CEDDPI) da OAB. Em sua fala, Ricardo Verdum destacou que a ABA mantém convênio de cooperação com o MPF e caminha para estabelecer mecanismo semelhante com o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) relacionado à implementação da Resolução nº 287/2019. Também se dispôs a colaborar com a OAB para avançar na implementação de linhas de ação para a vacinação de povos indígenas. Apontou, ainda, um conjunto de graves medidas tomadas pela administração pública federal nos últimos 27 meses, como o Projeto de Lei nº 191/2020, a Resolução nº 4/2021 e a Instrução Normativa nº 9/2020, ambas da FUNAI, e a Normativa Conjunta nº 01/2021 da FUNAI e do IBAMA. Ricardo Verdum trouxe ainda para o debate os PL 3.729/2004 (Lei Geral de Licenciamento Ambiental), 490/2007 (que transfere a competência da demarcação das terras indígenas para  o Congresso Nacional) e  6.764/2002, que trata dos chamados "crimes contra o Estado Democrático de Direito". Confira a contribuição da CAI encaminhada ao Presidente da Comissão Especial de Defesa dos Direitos dos Povos Indígenas (CEDDPI), Paulo Machado Guimarães, como subsídio à audiência: http://www.abant.org.br/files/20210427_6088050bd2178.pdf.

A CAI participou ainda, no dia 19 de abril, de uma audiência conjunta virtual realizada pela Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados e pela Frente Parlamentar Mista em Defesa dos Direitos dos Povos Indígenas. O objetivo da audiência, presidida pela Deputada  Joênia Wapichana, foi debater as medidas protetivas de imunização dos povos indígenas contra a Covid-19 - na sua diversidade de povos e localidades, seja ela Terras indígenas ou fora delas (https://www2.camara.leg.br/atividade-legislativa/comissoes/comissoes-permanentes/cdhm/noticias/audiencia-publica-reforca-a-necessidade-de-medidas-de-protecao-dos-povos-indigenas-contra-a-covid-19). Entre as presenças confirmadas para o evento constavam os nomes de: Eliana Torelly, Subprocuradora-Geral da República e Coordenadora da 6ª Câmara de Coordenação e Revisão do Ministério Público Federal, Ana Lucia de Moura Pontes, da Associação Brasileira de Saúde Coletiva (ABRASCO), Antônio Eduardo Cerqueira de Oliveira, do Conselho Indigenista Missionário (CIMI), Douglas Rodrigues, do Projeto Xingu, Elizeu Guarani, da Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (APIB), e Ricardo Verdum, da Associação Brasileira de Antropologia (ABA).

Comitê Cidadania, Violência e Gestão Estatal e Comitê de Antropólogas(os) Negras(os na ADPF 635 - a "ADPF das favelas"

Nos últimos dias 16 e 19 de abril, representantes da Associação Brasileira de Antropologia participaram de audiência pública, no Supremo Tribunal Federal, sobre o problema da letalidade policial no Rio de Janeiro, objeto da Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental 635, a ADPF das Favelas. Convocada pelo ministro Edson Fachin, relator da ADPF 635, a audiência pública objetivou então ouvir especialistas nas discussões sobre violência policial e segurança pública, reunindo assim tanto familiares de vítimas, integrantes de movimentos sociais, instituições de pesquisa e organizações de Direitos Humanos envolvidos na proposição da ação quanto agentes de Estado, do Ministério Público e de associações de policiais. Membros do Comitê Cidadania, Violência e Gestão Estatal e do Comitê de Antropólogas(os) Negras(os) da ABA participaram da audiência pública, integrando o conjunto de pesquisadores e acadêmicos que colaboraram com as discussões.

Link para os vídeos da ADPF 635 TV ABA: https://www.youtube.com/playlist?list=PLrqSUafHHXYxzpffCCEuYqVU1oTzlNEA7

Evento Wenner-Gren

Proposal Writing for the Wenner-Gren Foundation: Introducing the Engaged Research Grant Program / Escrevendo propostas para a Fundação Wenner-Gren: Apresentação do Programa de Subsídio de Pesquisa por Engajamento.

No dia 20 de abril de 2021 aconteceu o Workshop ABA - Wenner-Gren com a presença de Danilyn Rutherford, Presidente da Fundação Wenner-Gren para a Pesquisa Antropológica (Wennet-Gren Foundation for Anthropological Research), e coordenação da Profª Patricia Birman, Presidente da ABA.

O evento realizado pela Plataforma Zoom contou com a participação de mais de 250 presentes. A divulgação entre os/as associados/as da ABA foi realizada através de envio de e-mail com informações sobre a Chamada e sobre como participar do evento. O Workshop começou com a apresentação de Danilyn Rutherford por Patricia Birman, seguida pela exposição da Presidente da Fundação sobre as características da chamada, e uma descrição detalhada dos itens da proposta. Após a apresentação, as perguntas foram abertas ao público e respondidas por Danilyn Rutherford e Renato Athias (pela Wenner-Gren). Ao final, Patricia Birman destacou a importância da Chamada para o público de associados/as da ABA, explicitando a tradição da Associação no campo das pesquisas comprometidas com as minorias no Brasil, e suas lutas políticas. 

A ABA vai garantir, junto aos/as seus/suas associados/as, a divulgação da Chamada do Engaged Research Grant Program até sua data final.

Parecer Técnico Projeto de Mineração no Serro - Minas Gerais

Comitês de Trabalho da ABA responsáveis pelo Parecer: Povos tradicionais, Meio Ambiente e Grandes Projetos; Patrimônio e Museus; e Quilombos.
Leia mais

Novos Debates

ÚLTIMOS DIAS DA CHAMADA ABERTA PARA O V.7

Logo estamos encerrando as submissões para todas as seções do v.7, n.1 de Novos Debates. Destacamos a criação de novas seções que buscam ampliar o escopo de debates promovidos pela revista: Pedagógicas, Variações e Ofício. Confira mais em nosso site: http://novosdebates.abant.org.br/chamada-de-trabalhos-para-v-7-n-1-2021/

Vibrant

Dossiers
Anthropology in times of intolerance:
challenges facing neoconservatism
Flows, Circulations and their Opposites:
Ethnographic Perspectives and Theoretical-Methodological Challenges
Caribbean Routes:
Ethnographic Experiences, Theoretical Challenges, and the Production of Knowledge

Leia-os clicando em: www.vibrant.org.br/lastest-issue-v-17-2020/.

eventos
Eventos no Brasil
V Seminário Arte, Cultura e Poder: Memórias Políticas em Contextos de Crise

Data: 28 de abril, 12 de maio, 26 de maio, 09 de junho e 23 de junho de 2021
Informações: https://www.e-inscricao.com/arteculturaepoder

Lançamento da coleção "Ações e saberes Guarani, Kaingang e Laklãnõ-Xokleng em foco: pesquisas da Licenciatura Intercultural Indígena do Sul da Mata Atlântica"

Data: 29 de abril de 2021
Informações: Cartaz / https://www.youtube.com/channel/UC4v6o7BzhMPHQOzDz0XCWrA

Ciclo de Conferências: A Judicialização da Violência de Gênero em Debate

Data: 03 de maio de 2021
Informações: http://levis.cfh.ufsc.br/

IV Semana de Antropologia da UFS: Distopia e Decolonialidade

Data: 03 a 06 de maio de 2021
Informações: https://semantufs.wordpress.com/

4ª Edição de Diálogos sobre Egon Schaden

Data: 04 de maio de 2021, às 19h
Informações: Cartaz / https://www.youtube.com/c/InstitutoEgonSchaden

Segunda jornada da XXI Fábrica de Ideias

Data: 04 de maio a 17 de junho de 2021
Informações: https://fabricadeideias.info/

XIV ENANPEGE - Encontro Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Geografia

Data: 10 a 15 de outubro de 2021
Informações: http://enanpege.com.br/

Eventos no Exterior
Projeção ambiental e desenvolvimento da região americana

Data: 29 de abril, às 17h
Informações: Cartaz / https://www.youtube.com/canalsbpc

I Encuentro de Etnografías Colaborativas y Comprometidas en Argentina

Data: 30 de junho a 01 de julho de 2021
Informações: Formulário de inscrições

XI Congreso Universitario Internacional sobre la Comunicación en la profesión y en la Universidad de hoy: Contenidos, Investigación, Innovación y Docencia (CUICIID)
Data: 06 e 07 de outubro de 2021
Informações: https://cuiciid.net/
Exposições
Nen Ga Vi - uma retomada kanhgág em movimento, de Nyg Kuitá Kaingang e Paola Gibram

Este documentário apresenta reflexões e performances dos integrantes do coletivo de juventude kaingang Nẽn Ga, da Terra Indígena Apucaraninha, localizada no norte do estado do Paraná, na região sul do Brasil. Mostra a ligação do movimento Nẽn Ga com a escola indígena, explorando as formas pelas quais os kaingang contemporâneos refletem sobre as usurpações culturais e existenciais decorrentes dos muitos anos de contato com os brancos e não-indígenas e a necessidade urgente de se retomar as práticas e conhecimentos kanhgág que lhes foram proibidos ou violados.
Cartaz: http://www.abant.org.br/files/20210416_6079fa29046de.png
link: https://vimeo.com/385950401
Facebook: https://www.facebook.com/LISA.USP

Afro-sampas, de Rose Satiko G Hijiki e Jasper Chalcaft

Vivemos um grande momento com a chegada de músicos de diferentes países africanos à metrópole paulistana. O filme mostra esse contato dos dois lados do Atlântico. Músicos brasileiros e do Congo, Togo e Moçambique são convidados em um encontro de experimentações sonoras, de memórias e criatividades.
Cartaz: http://www.abant.org.br/files/20210416_6079fa14cfb33.jpg
Link: https://vimeo.com/446891720
Facebook: https://www.facebook.com/LISA.USP

Documentário "Quando o Barco Abarca", dirigido por Simone Soares

Apresentamos Quando o Barco Abarca, uma produção audiovisual do IRIS, dirigida por Simone Soares, sobre o processo de construção de embarcações de madeira e miniaturas de barcos típicos, onde o barco que vive sua transfiguração de meio de transporte náutico para objeto de arte popular.
Link para ver o documentário: https://vimeo.com/canaliris/quando-o-barco-abarca
Instagram: @iris_dan_unb
Facebook: @irisdanunb

oportunidades
Concursos e seleções
Edición y cultura escrita en América Latina: herramientas metodológicas para formular y desarrollar proyectos de investigación

Este seminario-taller de nivel de posgrado se propone ofrecer un espacio de acompañamiento durante el proceso de formulación de problemas y objetivos de investigación, de la escritura y de la presentación de avances, así como de la realización o planificación metodológica de sus respectivas investigaciones, a todas las personas cuyos trabajos estén vinculados a las temáticas de estudios del libro, la edición y la lectura. Inscripción: 05 de maio de 2021 até 31 de agosto de 2021. Información: https://www.ides.org.ar/formacion/curso-virtual/edicion-cultura-escrita-america-latina-herramientas-metodologicas-formular.

publicações
Chamada para artigos
Chamada para a coletânea "Glossário de (Des)identidades Sexuais"

O "Glossário de (Des)identidades Sexuais" é uma publicação do Programa de Pós-Graduação em Antropologia e da Editora da UFBA com o objetivo de reunir contribuições curtas, de 2.000 palavras cada, na forma de discussões de verbetes diversos, categorias "nativas" de (des)identificação sexual derivadas de pesquisas etnográficas. Exemplos de possíveis verbetes incluem: Camgirl, Cavalo-Marinho, Manja-Rola, Urso, dentre outros. O objetivo é reunir termos pouco explorados até o momento e pouco refletidos nas siglas mais usadas para fazer referência às sexualidades não-normativas. Convidamos pesquisadoras e pesquisadores para enviarem propostas de verbetes por correio eletrônico, juntamente com um resumo de aproximadamente 300 palavras. Prazo para submissão: 15 de maio de 2021. Informações: http://www.abant.org.br/files/20210420_607ec894292c1.pdf.

Revista Debates NER

Debates do NER é um periódico científico com publicações semestrais, publicado pelo Núcleo de Estudos da Religião (NER) do Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), está recebendo propostas de artigos, resenhas e ensaios fotográficos, em fluxo contínuo, voltados à compreensão e análise da religião como fato social em suas interfaces com outras esferas da sociedade. Possui abrangência nacional e internacional, publicando em Português e Espanhol. Confira as regras para submissão em: https://seer.ufrgs.br/debatesdoner/about/submissions#onlineSubmissions.

Revistas - Novos números

AntHropológicas - A Revista AntHropológicas destina-se ao desenvolvimento das discussões contemporâneas na Antropologia, em suas diversas áreas - Ano 24, Volume 31(2), 2020 - https://periodicos.ufpe.br/revistas/revistaanthropologicas/issue/view/2925.

Campos - Revista de Antropologia, publicação do Programa de Pós-Graduação em Antropologia da Universidade Federal do Paraná - V. 21, N. 2 (2020) - https://revistas.ufpr.br/campos/issue/view/3091.

Mediações - Publicação quadrimestral do Departamento e do Programa de Pós-Graduação em Sociologia, voltada para o debate sobre temas relevantes e/ou atuais das Ciências Sociais e de áreas afins - v.26, n.1 (2021) - jan./abr - http://www.uel.br/revistas/uel/index.php/mediacoes/issue/view/1729.

Podcasts

Antropocast
#15: "Antropologia social ou cultural?" - https://open.spotify.com/episode/0UveSJZXmY9Ep1ofOpCups?si=TvWJu_hWRMC4bmenuCSPCQ

Antropolis
#13: "Autoenografia, engajamentos e experiências sensoriais" - https://open.spotify.com/episode/1hPh5z7UpjKlOLNFNYUhUd?si=6K47GaTRR7KXCH1gHlBbtQ

BievCast
#14 - Fechando a primeira temporada - https://www.ufrgs.br/biev/

Campo
#12: "Zora Hurston" - https://open.spotify.com/episode/6yZHnUqBphn1NLgRjk0rxT
#13: "Monique Wittig" - https://open.spotify.com/episode/3GtlJeIx6mvGSE0LSm9J2Y

Compósita
#7 - Queer indígena e antiautoritarismo no Brasil - https://open.spotify.com/episode/0YLEztTkiLc1bSPVeiE160?si=62c86f577b1247dd

Conversas da Kata
#8 - Escritas em tempos pandêmicos - https://open.spotify.com/episode/0nDBOMLvao46RSyp9zeFKP?si=xuPGZ5THTVCSMD9ZNPb4jA

Museológicas
#1 Antropológicas.DOC - Território SUAPE - Laércio Portela e Cecília da Fonte - https://anchor.fm/museolgicas-podcast/episodes/1-Antropolgicas-DOC---Territrio-SUAPE---Larcio-Portela-e-Ceclia-da-Fonte-eubuer
#2 Antropológicas.DOC - O Grande Clube - Joelton Ivson - https://anchor.fm/museolgicas-podcast/episodes/2-Antropolgicas-DOC---O-Grande-Clube---Joelton-Ivson-evolsc

Sensibilidades Antropológicas
#01 - Saudações - https://open.spotify.com/episode/0iPW37WCXUlqsNqSsAl6qM?si=ztxrt4xeQMOmVr0q9WYjoA

Urbanidades
#49 - Enegrecendo a São Paulo Turística - https://open.spotify.com/episode/0ybh9xeFPfgeLd7CaCJuSC?si=NdKol5VtRHaurNdsqGD5VA

Livros - Lançamentos 2020

SALES, Juliana Salles; DARELLA, Maria Dorothea Post; ZEA, Evelyn Martina Schuler (Organizadoras)(2020). Ações e saberes Guarani, Kaingang e Laklãnõ-Xokleng em foco: pesquisas da Licenciatura Intercultural Indígena do Sul da Mata Atlântica. Laklãnõ-Xokleng. Florianópolis: Edições do Bosque/UFSC/CFH/NUPPE e Série Didática Instituto Brasil Plural. https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/221500

notícias da mídia/outras
Boletim da Vacinação: de fevereiro a março de 2021 - Rede (CO)Vida

Programação do 4º Congresso Brasileiro de Política, Planejamento e Gestão da Saúde - CBPPGS está disponível na TV Abrasco

A pandemia de Covid-19 fez o mundo parar e agir com estratégia. O 4º Congresso Brasileiro de Política, Planejamento e Gestão da Saúde foi resultado dessa reflexão. O primeiro Congresso da Abrasco a ser realizado em ambiente 100% virtual impôs novas formas de agir e de debater saúde pública no momento em que ela se faz tão importante. A mudança, entretanto, trouxe alguns benefícios. Por exemplo, quem não participou do Congresso pode conferir a íntegra da programação na playlist do CBPPGS na TV Abrasco

2º Congresso Internacional de Antropologias do Sul

O Capítulo Yaracuy-Venezuela do 2º Congresso Internacional de Antropologias do Sul teve nove palestrantes da Argentina 🇦🇷, Brasil🇧🇷 e Venezuela🇦🇲, que debateram sobre a diversidade religiosa. Convidamos você a ler este resumo do capítulo e ver as dissertações e amostra audiovisual disponível de forma assíncrona.

Projeto Thesaurus

O projeto Thesaurus: diálogos interculturais e museologia compartilhada é um projeto de pesquisa financiado pela Universidade Federal de Goiás e CNPq (2019-2021). Trata-se de uma proposta inédita de elaborar um Thesaurus da cultura material Karajá em parceria com representantes da comunidade, a fim de avançar na experiência do encontro etnográfico para desconstruir assimetrias na produção de conhecimento intercultural com relação aos estudos de coleções e processo museológicos relacionados a grupos indígenas. 

O projeto tem como base de documentação digital o software livre – plataforma Tainacan da UFG-IBRAM, com apoio da Pró-reitoria de Pesquisa e Inovação (PRPI) por meio do Laboratório de Alto Desempenho, além do Cercomp/UFG. A base de dados que constitui o referido projeto está inserida na Coleção Digital Etnográfica do Museu Antropológico.

Carta aberta sobre a indicação de membros dos Comitês de Assessoramento do CNPq

Nota do Fórum das Ciência Humanas, Sociais, Sociais Aplicadas, Letras, Linguística e Artes - FCHSSALLA

Em apoio às entidades que entraram com requerimento no Congresso para que a Secretária Nacional da Família do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos explique afirmações infundadas e imprudentes, realizadas em evento internacional citado pela mídia https://noticias.uol.com.br/colunas/jamil-chade/2021/04/17/governo-usa-familia-para-impor-politicas-contra-ideologia-de-genero.htm.

Pelo resgate público da CAPES

O Fórum CHSSALLA, em consonância com diversas outras manifestações em defesa da  Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), entende que é necessário um movimento de resgate da instituição, que tem sido descaracterizada em seu papel e compromisso, pelos motivos que elenca no abaixo assinado que pode ser acessado aqui: https://forms.gle/U18irSRgK9gwKsKZ9.

Solicitação de adiamento do prazo referente ao Coleta-CAPES para a avaliação quadrienal da Pós-graduação para março de 2022

Nota da ANPG sobre os cortes na área de educação e CTI

Manifesto referente ao Edital de Convocação no 1/2021 Programa Nacional do Livro Didático (CGPLI PNLD 2023) - publicado em 12 de fevereiro de 2021 pelo Ministério da Educação

Atenção: As ideias, opiniões e informações expostas no informativo e nas redes sociais da ABA são de responsabilidade dos seus autores e autoras, não refletindo, necessariamente a opinião ou posição da ABA.

Associação Brasileira de Antropologia
Defender Direitos, Fazer Antropologia (2021-2022)

Presidente: Patricia Birman (UERJ)
Vice-Presidente: Cornelia Eckert (UFRGS)
Secretária Geral: Carla Costa Teixeira (UnB)
Secretário Adjunto: Carly Barboza Machado (UFRRJ)
Tesoureiro: Andrea de Souza Lobo (UnB)
Tesoureira Adjunta: Camilo Albuquerque de Braz (UFG)
Diretoras:
Fabio Mura (UFPB)
João Frederico Rickli (UFPR)
Luciana de Oliveira Dias (UFG)
Patrícia Maria Portela Nunes (UEMA)

Informativo ABA
Edição: Carine Lemos e Roberto Pinheiro
Diagramação: Roberto Pinheiro

Universidade de Brasília
Campus Universitário Darcy Ribeiro - Asa Norte
Prédio do ICS - Instituto de Ciências Sociais - Térreo - Sala AT-41/29
Brasília/DF Cep: 70910-900
Tel/Fax: (61) 3307-3754

Para correspondência:
Caixa Postal 04491
70.842-970
Brasília/DF